quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Documento taquigrafado, fala do Deputado e Presidente da ALMG Dinis Pinheiro durante a manifestação do dia 25/11/2014, declarando a nomeação de todos em dezembro



AJUDEM NOSSOS GUERREIROS NA LUTA!

VAMOS CONTRIBUIR PARA NOSSO IRMÃOS CONTINUE O ACAMPAMENTO NA ALMG/MG, POIS É LÁ QUE AS COISAS ACONTECEM!!!!!!!!


Parem de morrer de véspera pessoal . Preocupem agora em ajudar os parceiros que estão lá acampados na ALMG. 
Façam posts cobrando ajuda e apoio de todos para os guerreiros acampados na ALMG.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

NOVOS GUERREIROS DO SISTEMA PRISIONAL



 O BLOG DOS AGENTES PENITENCIÁRIOS DE JUIZ DE FORA, PARABENIZA OS ASPIRANTES AO CARGO DE AGENTE PRISIONAL DE MG, PELA DETERMINAÇÃO E GARRA, MOSTRANDO PARA A SOCIEDADE MINEIRA, A INJUSTIÇA QUE ESTÁ SENDO FEITA COM OS NOVOS AGENTES CONCURSADOS.

 NOVOS GUERREIROS DO SISTEMA PRISIONAL!

Quadrilha presa na operação ‘Krull’ tinha parte da base em JF

Empresário de Matias e sua filha seriam responsáveis por administrar bens do traficante Cabecinha, principal investigado na ação

Olavo Prazeres
Polícia Federal desencadeou operação “Krull” em várias cidades, entre elas Juiz de Fora

Polícia Federal desencadeou operação “Krull” em várias cidades, entre elas Juiz de Fora
Atualizada às 19h38
A Polícia Federal desencadeou nesta terça-feira (25) uma operação para desarticular uma quadrilha de tráfico internacional de drogas, que montou parte de sua base operacional em Juiz de Fora. O grupo movimentava uma tonelada de pasta base de cocaína por mês, o equivalente a cerca de R$ 14 milhões. Treze pessoas foram presas em Minas Gerais, São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul. Entre elas estão um empresário de Matias Barbosa e sua filha, que seriam os responsáveis por administrar os bens que o traficante José Severino da Silva, o Cabecinha, 45 anos, adquiriu em Juiz de Fora. Cabecinha é o alvo principal da operação. O nome dos demais presos não foram divulgados. De acordo com a Polícia Federal, o traficante era um dos principais fornecedores de drogas para a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) e de Peterson Pereira Monteiro, conhecido como Zói, um dos irmãos “Metralha”.
Conforme a Polícia Federal, em meados de 2011, Cabecinha foi beneficiado com o regime aberto e teria que cumprir pena em Juiz de Fora, onde conseguiu poderio econômico. “Na cidade, ele criou uma estrutura fraudulenta, com lavagem de dinheiro e abertura de uma empresa de fachada, onde ele simulava trabalhar para ludibriar a Justiça, já que, na verdade, ficava em Iturama, município do Triângulo Mineiro, onde continuou a traficar”, disse a delegada chefe de Uberaba, Karen Cristina Dumber.
Porém, segundo ela, Cabecinha chegou a morar em Juiz de Fora com a esposa, onde contava também com o apoio logístico de Peterson, um de seus maiores compradores. A manobra desta terça, batizada de “Krull”, foi feita de maneira paralela com a “Athos”, desencadeada em junho e que prendeu um juiz, empresários e traficante de Juiz de Fora. “Desta vez, nossos alvos foram os armazenadores de drogas, outros compradores e pessoas ligadas ao suspeito. Em Juiz de Fora, ele tinha uma rede de contatos que o ajudava a gerir seus empreendimentos”, disse a delegada, acrescentando que outras prisões devem ocorrer na cidade.
José Severino da Silva está preso desde abril deste ano na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, após ser flagrado pela Polícia Militar na região do Triângulo Mineiro, com um carregamento de drogas vindas de avião da Bolívia, que, conforme a PF, seria trazido para Juiz de Fora.

Rota do tráfico
As investigações da Polícia Federal, que duraram cerca de um ano e meio, apontaram que a quadrilha adquiria a cocaína na Bolívia e a trazia para o Brasil em aeronaves. Ela utilizava pistas de pouso localizadas nas divisas entre os estados de Minas Gerais e Goiás. A droga também era transportada por terra, entrando no Brasil por Corumbá (MS).
Depois de entregue, o entorpecente era armazenado e, posteriormente, transportado em veículos com compartimentos ocultos até os compradores finais em São Paulo e Rio de Janeiro.

Assaltante do BC
Um dos grandes compradores de drogas da quadrilha foi preso nesta terça. O suspeito ficou conhecido pelo envolvimento no furto de mais de R$ 160 milhões do Banco Central, em Fortaleza (CE), em 2005, o maior na história do país. Ele vivia em liberdade provisória e, para a Polícia Federal, abastecia diversas comunidades de São Paulo, como a favela de Paraisópolis, a segunda maior do estado. Durante as apurações, foram presas em flagrante 16 pessoas e apreendidos 721kg de cocaína, cerca de R$ 400 mil e US$ 400 mil. Também foram aprendidos carros de luxo e armas.

Fonte: Tribuna

Agentes penitenciários invadem plenário da ALMG para protestar

Manifestação teve início na manhã desta terça-feira (25) no Centro da capital mineira, chegando até ao plenário da Assembleia Legislativa

 

 

Cerca de 100 agentes penitenciários protestam, desde a manhã desta terça-feira (25), contra o déficit de profissionais nas unidades prisionais de Minas Gerais. A manifestação teve início às 8h30 no Centro de Belo Horizonte, sendo que os manifestantes caminharam até a praça da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e chegaram a invadir o plenário. 

Conforme a Polícia Militar (PM), a manifestação é pacífica e não prejudica o trânsito na região. Segundo o presidente do Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de Minas Gerais (SINDASP-MG), Adeilton de Souza Rocha, a categoria tem se mobilizado desde o início de novembro, após demissões dos agentes contratados pelo Governo do Estado.
"A questão é que não estão colocando os concursados no lugar. Apesar das nossas manifestações, a Secretaria de Estado de Defesa Social (SEDS) e a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) não falam a respeito", afirma. Ainda de acordo com ele, as unidades prisionais do Estado já apresentam um déficit de quase quatro mil agentes. 
O sindicato afirma que hoje existem cerca de 15 mil trabalhadores, quando o mínimo deveria ser 18,5 mil. "Antes mesmo deles começarem a demitir os contratados já havia um número inferior ao necessário. Temos aproximadamente 60 mil presos, o segundo maior número do país, existem unidades prisionais com um agente para cada 50 presos. A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que haja um agente para cada três presos", finalizou. 
A SEDS foi procurada por O TEMPO, mas ainda não se posicionou sobre a manifestação dos agentes.

Fonte: O Tempo

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Atenção aspirantes ao cargo de Agente Penitenciário de Minas Gerais

A comissão em parceria com SINDASP MG, vem por meio desta convocar todos os agentes penitenciários em especial os afetados com a paralisação do cronograma de nomeações,



a comparecer à Assembléia Legislativa (ALMG) no próximo dia 25 de novembro às 8 (oito) horas para participar de uma audiência pública, percorrendo os corredores da casa em busca de ofícios por parte de Deputados em favor do cumprimento do cronograma dando posterior encaminhamento, a entidade classista da solução do problema da nomeação. Informamos ainda que o SINDASP-MG vai ofertar todo aparato logístico como lanche para todos os presentes, faixas, som e ainda café, almoço e jantar para os agentes que se manterem acampados.


CCJ aprova prioridade para uso de armas não letais por policiais

Iara Guimarães Altafin |
O uso de armas não letais poderá ter prioridade sobre as armas de fogo na ação policial, desde que não coloque em risco a vida dos policiais, conforme substitutivo da Câmara ao PLS 256/2005, aprovado nesta quarta-feira (19) na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).
Armas não letais, de acordo com o texto, têm baixa probabilidade de causar mortes ou lesões permanentes e são projetadas para conter, debilitar ou incapacitar pessoas temporariamente. São exemplo desse tipo de instrumento gás lacrimogêneo, balas de borracha, spray de pimenta e arma de eletrochoque, também conhecida como taser.
O autor do projeto, senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), aponta o crescimento da violência na ação policial, resultando em grande número de mortes, em especial de jovens. Para reduzir as ocorrências e manter a integridade física de pessoas em abordagens policiais, ele sugere uma lei para disciplinar o uso da força pelos agentes de segurança, com prioridade para armas não letais.
Na Câmara, o texto aprovado no Senado foi ampliado e atualizado, conforme explicou o relator, senador Inácio Arruda (PCdoB-CE). Ele apresentou voto favorável ao substitutivo, para incentivar a adoção de tecnologias de imobilização como opção às armas de fogo.
– Têm ocorrido casos no Brasil em que um agressor, um assaltante ou um criminoso, já detido, é atacado por arma letal – argumentou o relator.
De acordo com o texto, será proibido o uso de armas de fogo contra pessoa em fuga que esteja desarmada ou contra veículo que desrespeite bloqueio policial, desde que a situação não represente risco de morte ou de lesão a policiais e a terceiros.
A classificação e a utilização dos instrumentos não letais deverão constar de regulamento do Poder Executivo. O substitutivo prevê ainda como dever do poder público fornecer as armas não letais aos agentes de segurança pública e oferecer formação específica para sua utilização.
E sempre que o uso da força policial resultar em pessoas feridas, deverá ser assegurada a imediata prestação de socorro médico, bem como a comunicação do ocorrido à família das vítimas.
Com a aprovação pela CCJ, o substitutivo ao PLS 256/2005 vai ao exame do Plenário.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

domingo, 23 de novembro de 2014

ASP DA 11º RISP MORRE APÓS PASSAR MAL EM LUTA!


O ASP Jordam Silveira da 11º RISP, prestes a tomar posse no certame 2012, ele obteve um mal súbito durante uma luta, e não resistiu chegando ao óbito.
Nossos sentimentos aos seus familiares.

Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressureição e a vida. Aquele que crê em mim ainda que morto viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá.
João 11:25-26

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Convocação para os agentes penitenciários do concurso de 2012

A comissão em parceria com SINDASP MG, vem por meio desta convocar todos os agentes penitenciários em especial os afetados com a paralisação do cronograma de nomeações, a comparecer à Assembléia Legislativa (ALMG) no próximo dia 25 de novembro às 8 (oito) horas para participar de uma audiência pública, percorrendo os corredores da casa em busca de ofícios por parte de Deputados em favor do cumprimento do cronograma dando posterior encaminhamento, a entidade classista da solução do problema da nomeação. Informamos ainda que o SINDASP-MG vai ofertar todo aparato logístico como lanche para todos os presentes, faixas, som e ainda café, almoço e jantar para os agentes que se manterem acampados.


Adeilton de Souza Rocha
Presidente do SINDASP-MG

William Rocha

Representante da comissão 

REUNIÃO COM LIDERANÇAS EM UBERABA MARCAM O COMEÇO DE UMA NOVA ERA NO CIRCUITO DO ALTO PARANAÍBA E TRIÂNGULO MINEIRO

Alexandre Guerreiro participou ao lado de Juscelino Maktub participaram da reunião do triângulo, com o intuito de trilhar novas ideias para a MORALIZAÇÃO DO SISTEMA PRISIONAL DE  MINAS GERAIS

Nessa semana visitamos agentes penitenciários de toda à região do triângulo mineiro com o fulcro de ouvir um a um os anseios; em contrapartida, articulamos conversas com demais autoridades locais numa abordagem inovadora de objetivos ousados, afim de gladiar com os nossos projetos em prol do bem comum. Portanto, elaboramos um escopo das principais demandas que possam melhor as condições de trabalhos dos Agentes Prisionais e Socioeducativo de Minas Gerais.
Trilhamos a consoante de reportamos nossa mensagem da suma importância de termos uma representatividade forte através de sindicatos e associados para ampliar o interesse de toda a categoria. Mais uma vez quero agradecer a hospitalidade dos Agentes Prisionais e Servidores Técnicos de Uberaba e região pelo carinho e hospitalidade e também agradecer aos Diretores da Penitenciária de Uberaba e do Presídio Seque atenderam a pessoa do Alexandre Guerreiro numa visita de cortesia.